“O cabo-verdiano, à semelhança de uma culta coruja que habita um buraco de árvore, é um português que se encontra privado do prazer de um bom jantar de bacalhau ou um africano sem poder tocar o seu berimbau. É um menino abandonado que teve de se fazer adulto à pressa para conquistar à força das armas o que era seu por natureza.”
in Bana- Uma vida a cantar Cabo Verde

Mensagens populares